Diabetes – como controlar a glicemia

Olá, tudo bem?

Vamos falar um pouco sobre a diabete? Apesar de ser uma doença conhecida, assim como a hipertensão, muitas pessoas não sabem o que fazer quando são diagnosticadas com a diabete.

Falo isso pois tenho familiares que são diabéticos, e muitas vezes ao serem diagnosticados a dúvida foi: “O que eu devo fazer? O que posso e o que não posso consumir?”.

Pensando nisso e baseada em algumas experiências familiares, venho ajudar tirar algumas dúvidas a respeito dessa doença.

Antes de tudo, vamos entender o que é diabete?

A Diabete Mellitus como pode ser conhecida, ocorre quando há uma anomalia na produção de insulina, hormônio que é produzido pelo pâncreas e é fundamental para a produção de energia. Ou seja, a insulina permite a entrada da glicose nas células para o funcionamento do organismo.

Um paciente com diabetes, não possui insulina suficiente para permitir a entrada do açúcar nas células –  gerando um aumento de glicose na corrente sanguínea. Trata-se de uma doença silenciosa, que se não tratada pode ocasionar problemas maiores de saúde.

Existem vários tipos de diabetes:

Pré-diabetes: ainda não é a diabetes, é apenas uma elevação no índice de glicose no sangue. Entretanto, já é um alerta para maiores cuidados.

Tipo 1: comum em crianças, adolescentes e jovens, a diabete tipo 1 é quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Os sintomas mais comuns são fome, cansaço, sede excessiva.

Tipo 2: o pâncreas pode até produzir insulina, no entanto o corpo não absorve. Os sintomas são: formigamento nas mãos e pés, cansaço, vontade de urinar, sede, má cicatrização. Mais comum nos adultos e em pessoas com histórico familiar de diabetes, porém crianças e jovens também podem ser diagnosticados.

Diabetes gestacional: pode acontecer durante a gravidez, onde o índice glicêmico da mãe é elevado. Apesar de temporário, pode trazer riscos durante a gestão e na hora do parto.

Como tratar?

Para o controle da diabetes, além do acompanhamento médico regular e o uso correto da medicação, praticar exercícios físicos e ter alguns cuidados com a alimentação é fundamental. Confira os alimentos que são permitidos e os que devem ser evitados.

Pães, cereais, raízes. Por serem fontes de energia, devem ser consumidos diariamente. Sendo assim, consuma os alimentos integrais, e prefira preparações cozidas.
Evite: pão doce, biscoito recheado e as misturas de arroz, farinha de mandioca, macarrão e batata na mesma refeição. 
Doces Quando sentir vontade é permitido consumir um pequeno pedaço, principalmente as opções diet.
Evite: comer os doces com grandes quantidades de açúcar. 
Frutas Consumir três porções de fruta diariamente (1 unidade ou 1 fatia pequena em diferentes horários).
Evite: geleias, frutas passas, cristalizadas ou em calda. 
Verdura e legumes Folhas, legumes com cascas e talos.
Evite: refogados com óleo. 
Feijões São ricos em fibras, podendo ser consumidos diariamente.
Evite: o preparo com bacon, linguiça. 
Carne e ovos Carnes magras (vaca, frango, peixe) cozidas ou assadas. Consumir 2 ovos por semana, no máximo.
Evite: carnes gordas, com couro ou pele. 
Leites e derivados Iogurte e leite desnatado.
Evite: creme de leite, leite condensado e queijos gordurosos. 
Bebida Beber muita água durante o dia.
Evite: refrigerante, sucos artificiais e bebidas durante a refeição. 
GordurasUtilizar pequenas quantidades de azeites ou óleo de milho, girassol ou canola para cozinhar.
Evite: enlatados, manteiga, margarina, maioneses e banha.
AdoçantesAdoçantes artificiais.
Evitar: açúcares.
Obs.Não ficar muito tempo sem se alimentar.
Tabela feita com base nas orientações médicas.

Lembre-se: cada paciente possui uma patologia. Sendo assim, consulte um médico especialista para um tratamento adequado.

Se você conhece alguém que é diabético, não deixe de compartilhar essas informações.

Fique com Deus.

Alimentos Termogênicos

Oii, tudo bom com vocês?

Se você tem um metabolismo lento ou conhece alguém que sofre com esse problema, precisa conferir essas dicas.

Venho compartilhar alguns alimentos com ação termogênica.

O que são alimentos termogênicos?

Os alimentos termogênicos, são os alimentos que aliado a atividade física, ajuda na “queima” de calorias, favorecendo a perda de peso.

A perda de peso ocorre pois quando esses alimentos entram no corpo, eles utilizam as reservas de energia (glicogênio e gordura) para serem digeridos. Porém, o resultado depende da quantidade de comida ingerida e do tipo de alimento.

Todos os alimentos possuem uma ação termogênica no organismo. Entretanto uns mais que outros. Sendo assim, é possível aumentar a temperatura do organismo para que haja um gasto maior de energia durante a digestão.

Alimentos Termogênicos

Água Gelada

Beber água é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Agora, você sabia que beber água gelada pode acelerar o metabolismo? Isso acontece pois o organismo gasta energia para elevar a temperatura da água gelada de 2°C para a temperatura corporal interna, que é de 36° C a 37,5°C.

Pimenta Vermelha

A pimenta aumenta a temperatura e circulação sanguínea do corpo. Ela é rica em capsaicina, uma substância anti-inflamatória e analgésica que promove ardência e calor no organismo, aumentando a transpiração e auxiliando na perda de peso.

Gengibre

O gengibre também possui a capsaicina. Ele acelera o metabolismo, promovendo queima de gordura e perda de peso.

Canela

A canela aumenta o gasto calórico durante a digestão e acelera o metabolismo. Além disso, é excelente no controle da diabetes e ajuda no combate do colesterol.

Vitamina C

Os alimentos ricos em vitamina C como, laranja, limão, abacaxi e frutas vermelhas, são excelentes para aumentar a temperatura corporal e promover um maior gasto de energia.

Além desses alimentos existem muitos outros como, o chá verde, castanha – do-Pará, uva, alho, óleo de coco, etc. Mas lembre-se que para um melhor resultado é preciso conciliar esses alimentos com a prática de atividades físicas.

Beijinhos e fiquem com Deus.

Benefícios de banana

Hoje vou compartilhar com você os benefícios da banana. Uma fruta tropical, fácil de ser consumida, rica em vitaminas, minerais e carboidratos.

Não sei se já perceberam, mas a banana tem sido minha aliada nas receitas, café da manhã, lanche da tarde, etc.

Isso acontece justamente pela praticidade, sabor e benefícios que ela me proporciona.

Acredito que você já conhece alguns dos benefícios da banana, por exemplo: a banana é rica em potássio e magnésio, por isso ajuda a combater as câimbras. Outro benefício que você já deve conhecer é a energia que ela fornece para praticar atividades físicas.

Mas ela possui inúmeros outros benefícios. Confira alguns deles.

Melhora do sistema imunológico

A banana ajuda a fortalecer o sistema imunológico. Isso pelo fato de ser rica em vitamina C e vitamina B6 que auxilia na formação de células de defesa.

Promove saciedade

Rico em fibras e carboidrato, a banana diminui o apetite promovendo saciedade.

Ajuda na digestão

Por ser rica em fibras, auxilia na digestão. A banana quando verde ajuda a combater a diarreia.

Boa para o coração

A banana é muito rica em potássio, um mineral que é fundamental para a boa saúde do coração.

Melhora o humor

Por possuir triptofano (aminoácido essencial que participa de funções metabólicas que controlam a ansiedade, combatem a depressão e melhoram o sono), consumir banana também melhora o humor.

Fruta versátil

Além dos benefícios, é uma fruta versátil. Com ela é possível fazer inúmeras receitas. Mas é preciso ter cuidado na quantidade a ser consumida; afinal ela também é rica em carboidratos. Além disso, existem vários tipos de banana, como:

Banana prata e maçã: podem ser consumida em natura ou em vitaminas

Banana nanica: usada para fazer doces e bolos.

Banana da terra: pode ser consumida frita, assada ou cozinhada.

Banana ouro:  por ser uma banana doce, pode ser usada para adoçar vitaminas, bolos e outras receitas.

Receitas com banana

Já compartilhei algumas receitas com essa fruta. Como crepioca fit de banana, doce de banana, bala de banana, bolo sem farinha de trigo de banana com passas, bolo de banana caramelizada, panqueca de aveia com banana, bolo de caneca de banana e panqueca fit de banana e nozes.

Se ainda não conferiu essas receitas, corre lá e confira.

Espero que tenham gostado de conhecer alguns dos benefícios que essa fruta possui.

Não se esqueçam de compartilhar com os amigos e de seguir o blog.

Beijinhos e fiquem com Deus.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Panqueca fit de banana com nozes

Olá mocinhas e mocinhos, tudo bom com vocês?

Trouxe uma receita que sempre estou fazendo aqui em casa. Além de saborosa e rápida, ela é ótima para quem quer manter um ritmo de vida mais saudável.

Pode ser servida no café da manhã ou no lanche da tarde. Estou falando de panquecas fit de banana com nozes. Vamos conferir?

Você irá precisar de:

– 1 xícara de farinha de aveia

– 1 banana

– 1 ovo

– 1 pitada de sal

– 1 colher (sopa) fermento em pó

– 150 ml de leite

– 50 gr de nozes

– Mel

Modo de preparo

Com a ajuda de um garfo amasse a banana;

Em um recipiente coloque a farinha de aveia, a banana amassada, o ovo, o sal, o leite e o fermento. Misture bem até obter uma massa homogênea.

Em uma frigideira aquecida e levemente untada com manteiga ou óleo de coco, coloque pequenas quantidades da massa e deixe cozinhar de um lado e depois vire (com a ajuda de uma espátula) para cozinhar o outro.

Depois coloque as panquecas em um prato, finalizando com fios de mel e nozes picadas.

Bom apetite.

Gostou? Não se esqueça de compartilhar com os amigos e de seguir o blog.

Beijinhos e fiquem com Deus.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Torta de frango

Olá mocinhas e mocinhos, tudo bom com vocês?

Final de semana chegando e bate aquela vontade de fazer uma receita fácil, saborosa e um pouco mais “calórica” (já que comemos saudável a semana toda) haha. Então, trouxe essa receita de torta de frango que é simplesmente deliciosa. Confira.

Ingredientes massa

– 02 xícaras de farinha de trigo

– 1 ½ xícara de leite

– 01 xícara de óleo

– 03 ovos

– 1 pitada de sal

– 02 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

– 01 colher (sopa) fermento em pó

– Queijo parmesão ralado para polvilhar (opcional)

– ½ cebola

Recheio

– 01 peito de frango desfiado e temperado á gosto

Modo de preparo

– No liquidificador, coloque todos os ingredientes da massa e bata até forma uma massa homogênea.

– Em uma forma untada e enfarinhada, coloque uma parte da massa; distribua o recheio e em seguida despeje o restante da massa por cima e salpique queijo parmesão ralado por cima.

– Leve ao forno (180°C) e deixe por aproximadamente 30 a 40 minutos.

Bom apetite!

Dica da moça

Caso você queira mudar o recheio da torta, é possível. Basta substituir pelo recheio de sua preferência, mantendo a massa como base.

Você pode fazer essa torta com recheio de atum, sardinha, presunto e queijo e/ou até mesmo de legumes. Use sua imaginação e bom gosto.

Gostou?

Não deixe de seguir o blog e compartilhar com os amigos. Fiquem com Deus.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.