Olá, tudo bem com você?

Como você lida com seus defeitos? – Por melhor pessoa que sejamos, possuímos defeitos. Alguns visíveis e inaceitáveis; outros, discretos e relevantes. No entanto, não há sequer uma pessoa que seja absolutamente perfeita.

Talvez o seu defeito possa ser a impulsividade, a impaciência, a aspereza, o orgulho, o perfeccionismo, o comodismo, o medo, a dúvida, entre outros – Independente do seu defeito, é importante saber lidar com ele, e se possível abandoná-lo.

Reconhecer nossos defeitos é um passo importante, pois estaremos indo contra o nosso próprio ego e admitindo que somos falhos e possuímos imperfeições; então, facilitará a busca por melhoria contínua.

O fato de sermos pessoas com defeitos, não nos permite sermos coniventes deles. Ou seja, usá-lo como desculpa para fazer aquilo que é desagradável. É preciso saber lidar com suas imperfeições. 

Por exemplo, se você é uma pessoa que fala asperamente, procure trabalhar isso em você, utilizando palavras mais doces e amáveis. Se o defeito for a procrastinação, tentar se planejar e ser mais ativo em seus deveres.

Então, é preciso saber lidar com seus defeitos de forma agradável e sempre aberto a possíveis mudanças.

Agora, porque temos defeitos?

Bom, nossas limitações são para que o poder de Deus seja aperfeiçoado em nós – Se não tivéssemos defeitos, seríamos autossuficientes esquecendo de render glória a quem realmente merece, Deus.

É preciso ter em mente que nossas limitações não nos afastam de Deus, o que nos distancia de Deus é o nosso pecado. Pecados esses que devem ser confessados a Cristo e deixados.

“Se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:9).

Sendo assim, seus defeitos não te impedem de ser uma pessoa usada por Deus.

Pedro, discípulo de Jesus, possuía muitos defeitos. Ele era considerado impulsivo, impaciente e com temperamento forte. Mas ao permitir ser moldado e mudado por Deus se tornou um grande apóstolo do Senhor.

O profeta Isaías tinha lábios impuros, e vivia no meio de um povo de impuros lábios. No entanto, quando o anjo tocou em seus lábios, seus pecados foram perdoados e a sua culpa foi retirada (Isaías 6.7).

Moisés, o libertador do povo de Israel, tinha sua limitação. Mas Deus o escolheu para tirar Seu povo do Egito.

 Mesmo com nossas limitações Deus nos ama e está pronto a nos ajudar. Para isso, assim como o exemplo desses homens, é preciso estarmos abertos à mudanças, e renunciar aquilo que desagrada a Deus e ao nosso próximo.

Fiquem com Deus ♥.

“Deus impediu que eu me exaltasse. Por isso foi-me dado um espinho na carne” (2 Coríntios 12.7).

Olá mocinha (o) deixe seu comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.